terça-feira, 31 de janeiro de 2012

O vento soprou mais forte novamente

"O vento irá soprar mais forte hoje...", senti isso ao abrir os olhos, sem nem precisar levantar da cama para abrir a porta e sentir o vento... Eu simplesmente abri os olhos e senti o que o dia queria me dizer.
E foi assim, ao colocar meus pés no chão senti que meu dia iria doer um pouco, mas eu já estava acostumada. Lavei bem o rosto, queria saber se realmente era verdade, se realmente aquilo iria me atormentar de novo. Me olhei bem no espelho e segui. Tomei um café bem quente e bem amargo pra combinar com o dia, senti uma dor no peito de repente, mas continuei.
Algumas horas se passaram e eu não tinha mais como suportar a dor resolvi tomar um remédio, eu realmente precisava disso. E assim, coloquei The Smiths pra tocar, deitei e dormi.
Passado algumas horas, acordei e fui até a varanda, vi que já havia perdido a minha aula pois o pôr-do-sol ali estava, belíssimo, esperando por uma xícara de café, por mais uma música...
Ali estava eu tomando meu café, ouvindo there is a light that never goes out, apreciando a coisa mais bonita do meu dia, a cafeína nunca havia me ajudado tanto. Me fez não pensar.
Mas o vento soprou forte novamente e eu me dei conta de que o dia estava cumprindo com o que quis me dizer mais cedo e eu já deveria ter percebido que café nenhum iria trazer o que o vento já havia levado de mim das outras vezes... Que música nenhuma iria levar embora esse silêncio que me consome...
Fechei os olhos, tomei o último gole de café enquanto escutava o fim da música e fui repetindo pra mim mesma:
" There is a light that never goes out, there is a light that never goes out, there is a light that never goes out..."
E esperei o dia virar noite, enquanto uma lágrima passava pelo meu rosto. Meu peito doía, mas nada disso que aconteceu foi culpa de alguém, foi só o vento que resolveu soprar mais forte novamente e levar um pouco mais de mim consigo.

6 comentários:

  1. Me identifiquei tanto com esse texto que tenho vontade de ficar lendo-o a noite toda.

    ResponderExcluir
  2. Puta que pariu, definiu meus últimos dias.
    Eu amei.

    ResponderExcluir
  3. Que coisa mais linda, me transportou, me fez me imaginar na situação. Ainda mais com The Smiths como trilha sonora.

    ResponderExcluir